Apadrinhamentos – sem mais vagas no momento

Foram mais de 40 apadrinhamentos encaminhados.Então, queremos manifestar nossa gratidão aos padrinhos azuis,  que se disponibilizaram  a  acolher pessoas com TEA e também alguns de seus familiares  para este projeto. Àqueles apadrinhados com terapias contínuas ou alguma assistência que, por alguma razão, não puderem ou não quiserem dar seguimento ao atendimento concedido, igualmente agradecemos e solicitamos que avisem aos profissionais para que a vaga possa ser repassada. Fazemos apenas a mediação e a partir de agora o projeto está em fase de manutenção. Serão mantidos os apadrinhamentos já concedidos. Estamos no aguardo de novos profissionais. Gratos pelo apoio e compreensão!

Abaixo, a lista dos encaminhamentos:

Alessandra Kaiser, neuropsicopedagoga –  Ângelo

Carissa Schmitt dos Reis; Fisioterapeuta e Biomagnetista –  Manuela e Pedro

Carla Mascarello; Terapeuta Esp. em Barras de Access Consciouness – Júlia e Teane

Clínica Lepsi, psicologia integrada–  João, Jhonatan, Felipe, Gabriel

Dra. Cristina Conte , psiquiatria da Infância e Adolescência – Heitor

Dra. Denise Beatriz Utzig, biomédica Gabriel e Juliana

Gênova Michelon, assistente social

Grupo Entre Pais – Elaine, Mara, Ingrid, Rafaela e Teane

Franciele Michelon; Fonoaudióloga – Yasmin, Manuel, Carlos e Vítor Gabriel

Joana P. Novais, psicóloga – Elaine

Juliana Susin, psicóloga – Enzo

Karine Zapparoli, psicóloga –  Tarcísio

 Maria de Fátima Finger, cirurgiã dentista – Eva

Maria Gorete, psicopedagoga –Baltazar e Vitor

Mariza Siebert de Carvalho, psicóloga –Pedro

Rafaela Pozza Pinto , terapeuta ocupacional – Arthur

Mais Belah Biomedicina Estética – Vivian

Montem Arch, Arquitetura e Urbanismo –   Felipe, M. A. 

Neiva Theisen, psicóloga – Gabriel, José,  Lisiane e filho;

Suelen Modesto, terapeuta ocupacional – Gabriel

Tismoo Laboratório de Biotecnologia – Manoel

VidaFisio, centro de fisioterapia – Júlia, Ray, Thiago e Vitor Gabriel

Autor: Raquel Ely

Consultora em Educação Inclusiva e Especialista em Neurociências aplicada à Linguagem e à Aprendizagem. Diretora da ECEDE- Consultoria em Estratégias de Desenvolvimento.

7 pensamentos em “Apadrinhamentos – sem mais vagas no momento”

  1. Olá como faço para que meu filho seja beneficiado com esses apadrinhamento, ele precisa no momento de um psicopedagogo para que possa aprender a ler ele tem 12 anos e tem Tea e Rm.

    1. Olá, Ana! No momento o projeto está em fase de manutenção, não temos novos apadrinhamentos, a não ser que alguém desista. Obrigada pelo contato e compressão!

  2. Olá. Sou terapeuta ocupacional e minha sócia é psicóloga. Trabalhamos também com pacientes autistas e gostaríamos de apadrinhar uma criança. Como fazemos?
    Aguardamos contato.
    Rafaela Pozza Pinto- T.O.
    Mariza Seibert de Carvalho-Psicóloga

    1. Olá! Ficamos muito felizes com isso!!! É um gesto de muita generosidade e que fará toda a diferença na vida de alguém!
      Muitíssimo obrigada! Envie um e-mail para raquel.ely@unitea.com.br com o telefone de vocês que entrarei em contato 😉💙🙏🏼🙏🏼

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.