voltar
30.05.2019
Caxias do Sul - RS

Gestão e Transformação pelo Coração

Público lota Teatro da FGS para palestra motivacional em prol do Instituto UniTEA


Na última terça-feira, 28 de Maio, ocorreu a palestra Gestão e Transformação pelo coração, organizada pelo Instituto UniTEA - Movimento Unidos pelo Autismo. O local escolhido para a realização do evento foi o Teatro do Centro Universitário da Serra Gaúcha, a FSG, que recebeu cerca de 500 pessoas para prestigiar e ouvir as histórias dos palestrantes Emilio Finger e Daniel Martin Ely. Além de levar motivação e encorajamento aos participantes, o objetivo era arrecadar fundos para os Programas de auxílio e acolhimento aos pais e cuidadores de crianças com Transtorno do Espectro Autista.

 

A palestra contou com a presença dos músicos Rafa Gubert e Tita Sachet que animaram o público; da jornalista Marisol Santos, mestre de cerimônias; dos Diretores, Associados e Voluntários do Instituto, bem como de algumas autoridades, professores e alunos da FSG.  

 

O primeiro a falar foi o co-fundador do UniTEA, Daniel Ely.  Abordando questões no campo do trabalho, da saúde e da educação, compartilhou seus conhecimentos baseados em experiências nas Empresas Randon, como diretor corporativo de planejamento e RH, e em outros projetos que idealizou e que atualmente participa. Seu discurso se encaminhou para uma análise pessoal do comportamento humano e das transformações pelas quais as pessoas tem passado e o entendimento de como elas têm enfrentado e/ou se adequado às mudanças que, para ele, vão muito além das tecnologias. Daniel também contou um pouco de sua vivência como pai da Sophia e do surgimento do Instituto, que foi criado em virtude da condição da filha autista.

 

A conversa seguiu com a fala de Emílio Finger, diretor da Racon Consórcios, Caxias do Sul, contando a história de um menino que, ao longo dos anos, precisou enfrentar muitos desafios ao contrair paralisia infantil com seis meses de idade. Abrindo o coração e narrando sua própria vida, ele mostrou como é possível vencer os obstáculos que se põe à frente e realizar sonhos. “É preciso enfrentar nossos limites diariamente”, citou ele, como uma forma de incentivo ao público que, atentamente, assistia e se emocionava com tal demonstração de coragem e persistência.

 

A noite se encerrou com uma homenagem simbólica à Raquel Ely, fundadora do Instituto UniTEA e um agradecimento especial aos presentes, a FSG, ao Emílio e ao Daniel por sua disponibilidade e a todos que de uma forma ou de outra ajudaram na realização e no sucesso do evento.

 

 

Imagem: Divulgação/UniTEA

Texto: Vanessa Pegoraro

 

 
 

Processando sua Doação